sexta-feira, 2 de abril de 2010

Vampiros da Páscoa

Vampiros que não fogem da cruz, pois ela é o símbolo da vitória de seu Rei. Que não gostam de alho, mas só porque dá mal hálito. Que não se alimentam de ovos de coelhinhos (nem os de chocolate tio??), mas do sangue do cordeiro, de pão e de toda palavra que sai da boca de Deus ( afinal nem só de pão viverá um vampiro ). Vampiros que não se transformam em morcegos, mas em "pombas da paz", que as vezes também fazem cagadas por ai, dignas de um bom pombo. Que sabem que o sangue do cordeiro é o suficiente pra tomar banho, e se livrar de toda a sujeira acumulada no dia, sem precisar de sabão, shampoo ou qualquer outro produto de outras REliGIÕES. Vampiros que não tem medo da luz, muito pelo contrário, são luz do mundo. Que não dormem em caixões, porque se não morrem sufocados, além de ser muito desconfortável . Vampiros que morrem temporariamente, por exemplo, com uma estaca no coração ( porque acima de tudo que se deve guardar, guarda o teu coração, pois dele procede as fontes da vida ), mas são imortais, já que uma vez se forem verdadeiros vampiros possuem a vida eterna. Vampiros que não saíram de filmes pra adolescentes ou filmes de terror, mas são frutos da mais perfeita história de amor.

Bom.. realmente não escrevi sobre a Páscoa em si, resolvi escrever sobre o que deveríamos ser uma vez que o sangue de Cristo ,derramado na cruz, foi injetado em nós. Deveríamos ser esses vampiros.. vampiros da Páscoa.. mas não só na Páscoa, e sim todos os dias do ano, 24 horas por dia. Que Jesus e o seu sangue sejam a nossa suficiência e que tenhamos cada vez mais e mais sede dele. Sejamos vampiros insaciáveis.

P.S.: e você.. é um desses?

2 comentários:

Maína R. Pereira disse...

Diego, quanta inspiração! Deus te abençoo com esse dom! Adoreii o texto e a analogia proposta!
Sou vampira com certezaa por amor a nosso Jesus!
Parabéns pela criatividade e ousadia! Que esse blog gere impacto a muitas vidas!

Maína R. Pereira disse...

Errata: *abençoou