sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O Jesus que não desenharam

Era uma vez um tal de Jesus, um revolucionário, um anarquista diferente. Como ninguém tinha uma foto dele, mas queriam saber como era, então resolveram desenha-lo.

O Jesus que me desenharam era um religioso, mas quando li sobre ele vi que não era, pois os chamava de hipócritas. Jesus era tão louco, e ao mesmo tempo tão sábio, que podia rasgar dinheiro... talvez só não rasgava porque ainda não era de papel. Sábio? como um sábio pode rasgar dinheiro? pois é, essa sabedoria não era a dos homens, mas a de Deus.

Infelizmente, muito tempo depois de sua morte, o evangelho chegou à Itália e virou instituição. Chegou à Grécia virou filosofia. Chegou à América virou um negócio. No Brasil, virou circo. Será que eu tenho cara de palhaço ou sou um mero espectador revoltado? O $how tem que parar!

A graça de Jesus já não era mais de graça, desenharam sua face numa nota, no dinheiro. O sangue derramado já não era suficiente, precisavam de mais tinta pra desenhar um Jesus diferente. Sua "doutrina" já não era suficiente, precisavam criar outras que dividissem a Igreja e aqueles que o amavam, que tirassem o foco de Jesus e aponta-se para o ego dos líderes intocáveis.

Alguns o carregavam num crucifixo, porque talvez para eles, Jesus ainda estava lá, paralisado naquela cruz. Morto. No mundo capitalista Jesus virou um ótimo negócio, era agora símbolo de um mercado gospel. Será o mesmo Jesus que expulsou aqueles comerciantes do templo? Acho que não. Esse Je$u$ é nome sobre todo money.

Custei acreditar que aquele desenho era ele. Era tão diferente do que li e de quando falava com ele. Era cor de ouro e também um tom muito "verde", tanto contorno, tanto detalhe que se foi a simplicidade. A essência estava tão longe, talvez onde Judas perdeu as botas.

Quando criança desenhei um coração, confesso muito simples, me disseram que eu era louco, que Jesus não era aquilo. Por isso agora resolvi desenha-lo novamente. Um desenho simples como o de uma criança. Simples como Jesus.

P.S.: Sim esse desenho "tosco" é meu. O objetivo do desenho era ser simples e caricato mesmo. (essa é a idéia do texto se você não percebeu)

5 comentários:

Isaque Vitor disse...

Brother Diego, mais um post seu indo lá pro blog... rsrs
E meus parabens, mais um ótimo texto seu.
Um grande abraço
Que o Eterno continue lhe abençoando

Diego Ruas disse...

Valeu Isaque, fico feliz q vc gostou mano!!

E pode espalhar o texto sim meo.. esse é o objetivo! Heheh

Abração

Michele Farias disse...

Um Jesus que imaginamos a partir do relacionamento, e não de uma imagem que nos mostra um homem. Ele é muito mais que aquilo que podemos ver em uma foto. Prefiro ficar com o coração. Muito lindo o texto, me emocionei.

Que Deus continue te usando.

pedropamplona disse...

Muito bom cara! Parabens! Tambem quero usar esse texto futuramente.

Paz!

Diego Ruas disse...

Nossa manolos.. fico sinceramente muito feliz por terem gostado!

e pode espalhar o texto tb pedro!

Toda a glória seja dada a Deus.